Professor diz que games e pornô na web levarão homem à extinção!




















Um professor de psicologia da universidade de Standford, nos Estados Unidos, tem uma teoria de que os jogos de videogame e os filmes pornô na internet irão levar o homem a ser extinto do planeta Terra. Uma reportagem do jornal "Daily Mail", a teoria de Philip Zimbardo, diz que estes dois meios de entretenimento está criando uma "geração de homens desajustados".
Ele explica que os homens atuais estão criando muitos vícios que os deixa "incapazes de realizar funções normais ou de terem relações saudáveis no mundo real". No entendimento do professor, os homens estão gastando muito tempo isolados no mundo digital e, para ele, pessoas sozinhas tendem a morrer mais cedo.
Zimbardo publicou um livro chamado "The Demise of Guys: Why Boys are Struggling and What We Can Do About It" (A Morte dos Homens: por que os jovens estão lutando e o que podemos fazer sobre isso, em tradução) em que afirma que os homens estão crescendo sem a necessidade básica de serem animais sociais.
"Os homens estão gastando uma grande parte do seu tempo diário no mundo digital, jogando videogames e assistindo a filmes pornô, no YouTube, enviando mensagens, assistindo a partidas de futebol, sozinhos na maioria do tempo", diz o professor no livro. Além de sugerir que pessoas que passam longos períodos de isolamento morrem mais cedo do que aqueles que têm maior convívio social, Zimbardo acredita que quem passa muito tempo na internet perde a habilidade de contato com pessoas na vida real.
Sua teoria ainda aponta que homens que jogam videogames e assistem a filmes pornô estão sendo "formatados" e que é muito difícil trazê-los de volta. Este processo tirou o homem de sincronia na escola, no ambiente de trabalho e em relacionamentos românticos. "O uso excessivo de videogames e de pornografia na internet na busca por algo a mais está criando uma geração de homens que não gostam de correr riscos, que não conseguem passar pelas dificuldades inerentes dos relacionamentos reais da vida, do trabalho e da escola".

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário